5 comentários:
De umbreveolhar a 22 de Março de 2009 às 09:45
Amiga Teresa,
Além de já te ter agradecido o facto de aceitares o desafio que te propus e que publicaste, cabe-me agora elogiar-te pela forme tão sublime como lhe deste continuidade. Gostei muito. Parabéns minha boa Amiga,
Tens estado sempre predisposta a aceitar desafios, eu sou igual! Não há que ter receio.
Um bom Domingo para ti e para os teus,
Carlos Alberto
De Virginiana a 25 de Março de 2009 às 22:55
Olá meu amigo...que bonitas as tuas palavras, é sempre com emorme prazer que recebo as tuas opiniões sobre o conteúdo dos meus blogs...obrigada pelo sempre carinho e atenção!
Tenho andado cada vez mais afastada, mas não se passa nada com os blogs, apenas tenho pouco tempo, muita coisa para fazer!

Desejo-te continuação de boa semana e deixo-te um beijo

Teresa
De M.Luísa Adães a 30 de Março de 2009 às 10:16
Virginiana

Essa do homem está um espanto! E a das
Senhoras com belos seios de silicone e doenças psíquicas irrecuperáveis
e os mais velhos sem se lembrarem
para que servem - é triste e alucinante!

Quadro da humanidade. Terrível!

Mª. Luísa
De Virginiana a 31 de Março de 2009 às 21:25
Olá Luisa! Agradeço a visita e opinião!
Tens razão quanto ao quadro da humanidade, infelizmente é assim que acontece, quem não morre novo, quase sempre passa por estas situações!

Beijinho

Teresa
De M.Luísa Adães a 1 de Abril de 2009 às 10:22
Teresa

É certo, morrer novo é triste, morrer velho
uma incógnita. Mas o melhor é continuar por cá e não pensar, no chamado "Futuro".

Felicidades,

Maria Luísa

Comentar post